Seja
bem
vindo

A Igreja Presbiteriana das Graças (IPG) é uma igreja que procura andar no passo do Espírito Santo e segundo a Bíblia. Temos o compromisso de desafiar a atmosfera típica da igreja com a mensagem vibrante do Evangelho - mensagem que nos enche da nova vida, recebida quando conhecemos Jesus Cristo como Salvador e Senhor, a IPG busca receber todos com a paz de Cristo, amor entre irmãos e um ambiente congregacional.

A Igreja das Graças adora ao Senhor com fervor. Acreditamos firmemente que esse é um processo sublime e contagiante, fruto da comunhão criada pelo Espírito Santo da qual todas as pessoas, de contextos tradicionais ou contemporâneos, participam.

Aqui, cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus. E por isso precisamos estudar juntos as Escrituras. Fazemos isso nas diversas salas de Escola Dominical, que recebe pessoas de todas as idades, nos Pequenos Grupos espalhados por casas na Grande Recife, em discipulados ao longo da semana e nos cultos de adoração. Estudar a Palavra é o caminho para viver a vida em abundância que Cristo nos deu.

Somos uma igreja que crê no poder da oração e na vontade soberana do Deus Todo Poderoso. Oramos não apenas para colocar diante dEle nossos pedidos, mas para estar em sua agradável presença, conhecendo-o num relacionamento íntimo. Pensando nisso, realizamos, diariamente, reuniões de oração para conversarmos com o Pai.

Também buscamos acolher as pessoas que nos buscam. Deus nos chama a amar o próximo como a nós mesmos, e por isso, acreditamos que a igreja deve ser uma companheira do seu povo, acolhendo os irmãos como a família cristã que são, desenvolvendo relacionamentos de amor e verdade.

Temos uma visão missionária. Jesus é o caminho para o Pai, e procuramos levar esta grande mensagem a todos, cumprindo a grande comissão deixada para nós em Mateus 28, seja na cidade grande, no sertão, regiões pouco alcançadas da Amazônia e até mesmo outros países.

Acima de tudo, procuramos sempre glorificar e exaltar o nome de Deus. Seja em vídeos para internet ou em aulas expositivas, nos discipulados e no louvor, nosso objetivo é engrandecer o nome daquele que nos amou.

Nossa histó
-ria

Graças
desde 1974

A Igreja Presbiteriana das Graças (IPG) foi organizada pelo Presbitério de Pernambuco em 26 de dezembro de 1973 - um mês depois do começo das reuniões do grupo fundador na garagem da casa do casal Erasmo e Carmem Peixoto, no espaço era carinhosamente chamado de Capelinha. Foi lá, no dia 1º de janeiro de 1974, que se realizou Culto em Ação de Graças pelo início da Igreja.

Os cultos passaram a acontecer no templo da Igreja Presbiteriana da Madalena e, em julho de 1974, a IPG partiu para Colégio Americano Batista, onde ficou até a aquisição de uma casa na Rua do Espinheiro, no ano seguinte. Em 1983, o Rev. João Campos foi procurado pela Sra. Ada Alimonda, do grupo comercial Alimonda Irmãos, com o propósito de doar a casa em que viveu com a família para a construção de um templo.

Ada expressou o desejo de que a casa onde viveu se tornasse um local de adoração a Deus, e após três anos de batalha e grandes campanhas, os fundos para a construção foram obtidos. A obra foi até 1986, quando o templo - com um salão para 250 pessoas levando o nome de Ada Alimonda - ficou pronto.

Desde então, a Igreja das Graças se encontra na Rua Santo Elias, 470, onde procura, diariamente, a exaltação do nome de Deus, seja nos cultos, nas obras para modernizar o templo, nas programações durante a semana ou em momentos de oração.

De 1974 até agora, Deus tem nos guiado para sua própria glória, se manifestando na vida de diversos membros que congregam na IPG, e tudo isso só é possível por conta da salvação garantida na cruz por Jesus Cristo - esta, sem dúvidas, a maior graça que podemos experimentar.

  • Presbíteros

    Em cima da esquerda para a direita:
    José Juberlan e André Peixoto

    Em baixo da esquerda para a direita:
    Luiz Edson, Neritónio Andrade, Oziel Pedrosa e Herick Carlos

  • Diáconos

    Em cima da esquerda para a direita:
    Marcos Pester, André Laurentino e Waldemir Cordeiro

    Em baixo da esquerda para a direita:
    Nivaldo Albuquerque, Marcelo Falcão e Geneton Ferreira

Voltar ao topo